quarta-feira, 6 de janeiro de 2016

Regime comunista da Coréia do Norte provoca clube da bomba nuclear ao anunciar mais um teste

Diante do anúncio, pela Coréia do Norte, hoje cedo, de um quarto teste de artefato nuclear, com a fusão de átomos do gás hidrogênio, eis um histórico deste tipo de arma, assim como dos componentes do chamado clube da bomba.

Os Estados Unidos da América, Rússia, China, Reino Unido e França são os país nucleares no direito internacional, mas não estão sozinhos no clube atómico.

Índia e Paquistão produziram bombas nos anos 1970. Israel tem mas não confirma. Irã e Coreia do Norte aspiram a ter as suas. Brasil, África do Sul e Líbia desistiram pelo caminho.

A África do Sul produziu seis bombas nucleares nos anos 1980 - provavelmente com ajuda de Israel - mas desmantelou-as no início dos anos 1990, após o fim do apartheid, o regime de segregação racial local.

O Brasil foi outro país que esteve perto de produzir a bomba, durante a ditadura militar dos anos 1970. A chegada da democracia em 1985, pôs fim às suas aspirações.

A Líbia também teve um programa nuclear por volta dos anos 1980, mas desistiu em 2003.

O regime comunista norte-coreano abandonou o Tratado de Não Proliferação em 2003 e em 2006 e 2009 realizou testes que não terão sido bem sucedidos.

O Irã retomou em 2007 um programa nuclear que segundo a secreta americana deverá permitir testar uma bomba entre 2010 e 2015. Teerã rejeita as acusações.

Índia e Paquistão, irmão-inimigos do continente asiático, separados pela religião, são dois países que não assinaram o Tratado de Não-Proliferação e possuem armas nucleares.

A Índia testou o que chamou "explosivo nuclear com fins pacíficos" em 1974, mas a bomba só chegou em 1998.

Em reação, o Paquistão testou a primeira bomba no mesmo ano. Israel é outro país que se acredita ter armas nucleares mas não o confirma oficialmente.

EUA, Rússia, China, França e Reino Unido, os cinco membros permanentes do Conselho de Segurança da ONU, são Estados nucleares reconhecidos pelo Tratado de Não-Proliferação.

Os EUA foram os primeiros a obter a bomba em 1945 (fissão nuclear) e os únicos que a usaram, nas cidades japonesas de Hiroshima e Nagasaki, na II Guerra.

A Rússia fez o seu primeiro teste nuclear em 1949, quando era a principal república União Soviética.


Reino Unido e França conseguiram a bomba em 1952 e 1960. A China fez o seu primeiro teste em 1964. (Com dados do Diário de Notícias, de Portugal)

Nenhum comentário:

Postar um comentário