segunda-feira, 21 de maio de 2018

Bastidores da campanha no município de Galinhos


Há menos de duas semanas para realização das eleições no município de Galinhos, no litoral norte, foram oficializadas duas chapas.
A chapa da situação “Galinhos não pode mais errar”, encabeçada pelo prefeito interino Francinaldo Silva da Cruz (PR), conhecido como “irmão Naldo”, que tem como candidata a vice-prefeita Dona Ivone (PTB), do Assentamento Pirangi, também conhecido como “Barrocão”.
A chapa da oposição é encabeçada por Ecinho (MDB), que tem como vice Tico da Pipa (PRB). A eleição suplementar, marcada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) será no dia 3 de junho.

Considerações gerais
Dona Ivone reside há bastante tempo no Assentamento Pirangi e praticamente foi uma das fundadoras do “Barrocão”. Tem um filho, Vanuelber, primeiro suplente de Vereador.
Tico da Pipa mais no município de Timbau do Sul, onde exerce mais atividades empresarias do que em Galinhos, onde raramente se encontra. Talvez este seja o motivo do mesmo ser conhecido por “Tico da Pipa” e não “Tico de Galinhos”.
O candidato Tico da Pipa representa o ex-prefeito Fábio Rodrigues, na chapa de Ecinho (15), inclusive é filiado ao partido (PRB), comandado pelo ex-prefeito, cujo mandato foi cassado.
Ecinho é o candidato a prefeito que representa a continuidade da administração do ex-prefeito cassado e conta com o apoio de todo o grupo, inclusive da ex-primeira dama, Aracely.
O candidato a prefeito Ecinho (MDB) optou pelo apoio político de Fábio Rodrigues mesmo sabendo da fama de péssimo administrador e de traidor do ex-prefeito. Além do caos administrativo em que deixou a população indignada e revoltada, Rodrigues cometeu os maiores pecados na política, respectivamente: ingratidão e traição.
Primeiro foi ingrato e traiu o ex-prefeito Ricardo Araújo (PSD), que lhe proporcionou a única oportunidade de ser vice-prefeito e depois foi ingrato e traiu o eleitor que votou nele e o elegeu para prefeito nas eleições de 2016. Diante destes fatos, o candidato do 15, pode ter dado um tiro pela culatra ao ser o candidato do continuísmo.

Ruptura
Para se opor a continuidade da gestão do ex-prefeito o candidato a prefeito de número 22, “irmão Naldo”, priorizou o apoio do seu partido (Partido da República - PR), comandados por Hudson e Afrânio, que demonstram-se arrependidos de terem apoiado Fábio Rodrigues nas últimas eleições municipais e o apoio do ex-prefeito Ricardo Araújo (PSD), conhecido em Galinhos como o prefeito que mais criou programas sociais direcionados a população mais necessitada e pobre. Afinal Naldo se encontra à frente da prefeitura devido ao empenho e ao esforço do grupo político do ex-prefeito Ricardo Araújo, que teve a coragem e iniciativa de mover duas ações eleitorais contra o ex-prefeito Fábio Rodrigues perante a Justiça Eleitoral, denunciando as inúmeras ilegalidades eleitorais cometidas pelo então ex-prefeito cassado, antes, durante e depois das eleições municipais de 2016.
A Associação dos Pescadores, pela presidente Rosângela, declarou apoio nestas eleições ao candidato a prefeito “irmão Naldo” (número 22). A curiosidade é que por muitos anos esta Associação era controlada administrativamente e comandada por Fábio Rodrigues.
Antes de ser candidato, Ecinho era dirigente da Associação dos Bugueiros. A curiosidade é que este candidato não conta com o apoio, como era de se esperar, da maioria dos bugueiros.
O candidato “irmão Naldo” é vinculado a Assembleia de Deus na cidade de Galinhos. A curiosidade é que este candidato tem o apoio da maioria dos eleitores deste segmento religioso, como também tem o apoio da maioria dos eleitores dos demais segmentos religiosos do Município.

Partidos
Ecinho conta com o apoio do Movimento Democrático Brasileiro (MDB), Partido Republicano Brasileiro (PRB), Democratas (DEM) e PODEMOS. Já o candidato “irmão Naldo” conta com o apoio do Partido República (PR), Partido Social Democrático (PSD), Partido Trabalhista Brasileiro (PTB) e o Partido da Mulher Brasileira (PMB).
O Partido Solidariedade (SD), sob o comando do vereador Wilker, se encontra até o presente momento indefinido, pois, estranhamente, não tem deixado claro ao eleitor se vai apoiar o candidato do continuísmo, Ecinho, a quem apoiou ou vai se opor ao continuísmo apoiando o candidato “irmão Naldo”.

Desacreditado
O ex-prefeito Egídio Dantas, alvo do Ministério Público por prática de ato de improbidade administrativa por fraude em uma licitação e outras ilegalidades, quando à frente da prefeitura do município de Rio do Fogo, declarou apoio ao candidato a prefeito Ecinho.
Egídio já tentou ser candidato a prefeito de Galinhos, mas devido ao enorme descredito político, a falta de respaldo e apoio eleitoral, abandonou o projeto eleitoral e praticamente deu “bye bye” a população da cidade.
Neste final de semana ocorreu uma mobilização da chapa encabeçada pelo “irmão Naldo” no Assentamento Pirangi. Além de passeata e carreata, houve um comício que chamou atenção, pela expressiva participação popular.

Propostas
O grande desafio dos candidatos até o dia da eleição é o de convencer o eleitorado, demonstrar quem representa a solução ou a continuidade dos problemas e dificuldades que herdou o Município de Galinhos e quem está preparado para resolver o caos administrativo deixado pelo ex-prefeito cassado pela justiça eleitoral.
Atualmente o real sentimento do eleitor de Galinhos é o de decepção e frustração, pois elegeram um prefeito que se dizia: “nativo” e “da terra”, como também, prometia emprego e mudança para melhor, mas na verdade, ocorreu o inverso, isto é, desemprego e a mudança para pior.
Resta saber se o eleitor se deixará enganar novamente nesta eleição municipal.


Nenhum comentário:

Postar um comentário