segunda-feira, 9 de março de 2015

Incra no Estado do RGN lembra Dia da Mulher com manhã dedicada ao combate à violência doméstica

A superintendência Regional do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária no Rio Grande do Norte reuniu, na manhã desta segunda-feira, servidores, terceirizados e estagiários para celebrar o Dia Internacional da Mulher. 
O evento, realizado no auditório da sede do Incra, em Natal, contou com uma apresentação teatral, ginástica laboral, palestra e café da manhã. Mais do que um momento para enaltecer as conquistas das mulheres nas últimas décadas, a manhã foi dedicada ao combate à violência doméstica e aos cuidados com a saúde feminina.
O grupo de teatro amador Absolutas, formado por cinco mulheres e um homem, todos policiais militares do Rio Grande do Norte, abriu o evento com o espetáculo “A Carne”. A representação mostrou, com cenas fortes, o chamado Ciclo da Violência Doméstica, que geralmente tem três fases: aumento de tensão (as ameaças do agressor criam na vítima uma sensação de perigo iminente); ataque violento (o agressor maltrata física e/ou psicologicamente a vítima); e lua-de-mel (o agressor se desculpa e promete mudar).
Como mensagem final do espetáculo, homens e mulheres foram convidados a denunciar a violência doméstica através do número 180.
O evento prosseguiu com minutos de descontração sob o comando da professora de educação física Liliana Ataliba, do Serviço Social do Comércio (Sesc), que ensinou aos servidores movimentos de ginástica laboral.
Antes de aproveitarem o farto café da manhã, os participantes do evento assistiram a palestra “Os desafios da saúde da mulher atual”, proferida pela coordenadora de saúde do Sesc, Priscila Serpejante.
Ela também fez um resumo das conquistas femininas nas últimas décadas e apresentou exemplos de tratamento desigual às mulheres retirados de textos de antigos pensadores e, inclusive, de leis nacionais e internacionais de séculos passados. Priscila também ensinou como deve ser feito o autoexame das mamas.
Para o superintendente do Incra/RN, Vinícius Ferreira de Araújo, que também participou da manhã dedicada às mulheres, a questão da igualdade entre os gêneros deve ser tratada, desde cedo, também pela família. Ele parabenizou as servidoras da autarquia e falou sobre a oportunidade de reflexão oferecida pelo evento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário