quarta-feira, 25 de março de 2015

Titular da Corregedoria Geral, Leonardo Dias Almeida, ainda não assumiu o cargo e CG pode ser desalojada

Apesar de ter sido nomeado em 4 de março, o novo corregedor geral da Secretaria Estadual de Defesa Social do Rio Grande do Norte, Leonardo Dias de Almeida, ainda não tomou posse, legalmente, do cargo. 
A situação estaria causando estranheza e atraso ao serviço público. Estranheza porque o mesmo, com mais de 20 dias de ter sido nomeado, ainda não apareceu para trabalhar, e atraso porque existem um sem numero de procedimentos que precisam do seu despacho, parados, dessa forma prejudicando o anseio da população, e dos próprios policiais que precisam ter acesso aos procedimentos para fins de defesa. 
Ainda mais sério é o fato de que, no último dia 25 de março, a Corregedoria Geral foi informada de que terá que entregar o prédio, sendo que esse órgão correcional não têm para onde ir. 
Isso tudo pode implicar no desmembramento do órgão de regulação e fiscalização  da atividade policial no Rio Grande do Norte, já que é isso, supostamente. que Secretária de Segurança deseja e estaria tramando desde o inicio da administração do governador Robinsonb Mesquita Faria (PDD).
A própria nomeação do corregedor geral, em substituição ao anterior, demitido a pedido, no começo da segunda semana de janeiro, demorou quase dois meses para ser designado, oficialmente, por meio de portaria da secretária de Defesa Social, Kaline Leite Gonçalves.
A demora na nomeação até gerou uma ação de Mandado de Segurança, cujo julgamento da liminar já foi distribuído para um dos desembargadores do Tribunal de Justiça potiguar.
A situação pré nomeação do corregedor geral Leonardo Dias foi totalmente acompanhada, com exclusividade, por este blog. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário