sexta-feira, 3 de abril de 2015

Salomão Gurgel estaria de saída do PT para o PSOL, mas só a mulher pode ser candidata novamente, no município de Janduís, no Alto Oeste potiguar

O ex-prefeito do município de Janduís, médico Salomão Gurgel, teria confidenciado a amigos e correligionários mais íntimos que estaria se desligando do Partido dos Trabalhadores para se filiar ao Partido da Solidariedade e Liberdade.

O anúncio foi feito no final de março no perfil de Gurgel na rede social Facebook, sendo alvo de nota do blogueiro caicoense Robson Pires, o “Xerife”, precisamente na terça-feira (31). Mas, bem antes, o assunto teria sido noticiado em uma coluna política do diário vespertino “O Jornal de Hoje”, nesta capital.

Salomão exerceu dois mandatos alternados, o primeiro de 1983 a 1988 e o segundo entre 1993 e 2003, sempre pelo PT. No último pleito municipal a mulher dele, a assistente social Nailka Saldanha, foi derrotada pela atual prefeita, a empresária Lígia Félix Pereira.

A tendência, agora, é que o presidente do Sindicato da Agricultura Familiar, Raimundo Canuto da Silva, pelo PT, seja o candidato a prefeito, tendo como companheiro de chapa o atual vice, filho do ex-prefeito Francisco Gurgel de Almeida, o “Chico Tampa”.

A pré-candidatura de Raimundo Canuto, segundo uma fonte confiável do blog, teria sido confidenciada pelo vice-prefeito de Messias Targino, Genésio Neto, mais conhecido como “Pola”, outro político da Região Oeste filiado ao Partido dos Trabalhadores.

Se a esposa de Salomão o acompanhar na nova agremiação partidária a saída é ela se candidatar, pois ele é condenado por improbidade administrativa.

Porém pode acontecer resistências dentro do PSOL, como já teria sido sinalizado contra a ida, também, para a sigla, do ex-prefeito José Bezerra.

Nenhum comentário:

Postar um comentário