quinta-feira, 7 de fevereiro de 2019

BG dá o norte sobre a contínua manha do ‘petismo’


“Causou indignação de muita gente nas redes sociais e nos grupos de WhatsApp a postura da governadora Fátima Bezerra que deixou claro que a prioridade dela sempre vai ser o PT, deixando o estado do Rio Grande do Norte em segundo plano.
Ela deixou de ir à reunião com o então presidente eleito (na época) Jair Bolsonaro com os governadores do Nordeste para tratar das demandas de cada estado. Ela faltou à reunião do ministro da Economia, Paulo Guedes, com os governadores para tratar da Reforma de Previdência e de assuntos econômicos importantes.
Faltou à reunião do ministro da Justiça, Sérgio Moro, sobre o projeto contra a criminalidade sem sequer mandar representantes. Enfim, faltou à praticamente todas as oportunidades de conseguir algo para o Rio Grande do Norte ou de, pelo menos apresentar as reivindicações do Estado nas áreas da segurança pública e economia, assuntos da mais extrema importância nesse momento.
Mas, na primeira reunião do PT, para tratar da condenação do ex-presidente Lula e para tratar da orientação partidária acerca do projeto da previdência com a presidente do partido, Gleisi Hoffmann, Fátima se faz presente com a companheirada.
Em pouco mais de um mês de governo, Fátima Bezerra já deu o tom de como serão suas prioridades à frente do Governo do Estado, a de total falta de sintonia com o governo federal. Fátima começa a mostrar que o projeto do PT pode ser maior que o projeto do Rio Grande do Norte.”


Nenhum comentário:

Postar um comentário