sexta-feira, 23 de agosto de 2019

Madona compara presidente com gangster do cinema


José Vanilson Julião

Jornalista

Leio nos sites e blogs por esta internet a fora de que a cantora norte-americana errou o nome do presidente ao escrever “Borsalino” em rede social ao criticar a queima em pontos da Amazônia.

Ainda segundo o que li a cantora teria consertado a gafe posteriormente. E que também “Borsalino” é marca de acessórios masculino de uma grife italiana.

Fundada por Giuseppe Borsalino no século XIX, tendo a chapelaria como base.

Porém o que ninguém prestou atenção é que “Borsalino” é o título de um filme de 1970. A película tem como astros os franceses Alain Delon e Jean-Paul Belmondo.

Reproduzo uma partícula da sinopse para os jornalistas desprevenidos que repercutiram a gafe, proposital ou não, da cantora pop.

- Marselha, 1930. Roch Siffredi, um jovem bandido libertado recentemente da prisão, decide encontrar sua companheira, Lola. Mas, enquanto cumpria sua sentença, ela se apaixonara por um conhecido mafioso, François Capella.

Depois de um encontro tempestuoso, os dois homens se tornam amigos. Juntos, após eliminarem a concorrência no mercado de peixes, eles percebem que podem fazer mais e decidem conquistar a cidade. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário