segunda-feira, 30 de setembro de 2019

Atualização da lista dos jornalistas contra o "coleguinha" Gustavo Negreiros

Abner Moabe
Adriano de Sousa
Adelmário Costa
Adriano Gomes
Adriano Medeiros
Ailton Medeiros
Aldair Dantas
Alex de Souza
Alex Régis
Alexandre Honório da Silva
Alisson Carlos de Almeida
Aluisio Viana
Aluizio Matias dos Santos
Alynne Bezerra
Ana Flavia Oliveira de Almeida
Ana Lúcia Araújo
Ana Lucia Gomes
Ana Luiza Câmara
Ana Maria Barros
Ana Paula Cadengue
Ana Paula Costa
Ana Paula Cruz
Ana Paula da Silva (Paulinha)
Andrikófelys Morais
Ângela Bezerra
Angelo Vital
Anna Paula Andrade
Anne Caroline M de Lima
Antonino Condoreli
Antônio Melo
Ariane Pereira
Ariston Bruno
Armando Miranda
Avany Peixoto
Bernadete Cavalcante
Bethânia Lima Silva
Bethel Figueroa
Bethinha Rose
Bethise Cabral
Bruna Gabriella Deocleciano
Bruna Mara Wanderley
Bruno Ralph dos Santos
Carla Cristina Cruz
Carla Sousa
Carlos Fernandes Silva
Carlos Magno Araújo
Carlos Peixoto
Caroline Emile Magalhães Ribeiro
Carolinne Natalle
Cassiano da Cunha
Cecília Oliveira
Cefas Carvalho
Célia Freire
Christian Vasconcelos
Cida Ramos
Cione Cruz
Cláudio Oliveira
Cláudio Palheta Júnior
Cleo Lima
Conceição Almeida
Concita Alves da Silva
Constância Azevedo
Cristiano Pereira
Dai Dantas
Daniel Dantas Lemos
Daniel Rodrigo Meirinho de Souza
Daniele Benevenuto
David Clemente
Dickson Tavares
Edilson Braga
Edileusa Martins de Oliveira
Edmo Sinedino
Ednaldo Martins
Eliabe Alves
Eliade Pimentel
Elieuza Dias
Elys Rocha
Enoleide Farias
Erik Leandro de Oliveira
Erta Souza
Esdras Marchezan
Evânio Mafra
Everton Dantas
Elzilene Vieira
Fábio Farias
Fábio Fernandes Pachedo
Fabiola Barreto Gonçalves
Felipe Alecrim
Fernanda Pereira
Fernando José
Filipe Bruno
Francisco Israel Carvalho
Francisco Júnior
Frank Vitorino
Gabriela Olivar
Geider Henrique Xavier
Gerson de Castro
Gilberto Oliveira
Gladys Vivane
Gorete Gurgel
Gudmila Svensson
Gustavo de Castro
Gustavo Guedes
Helton Rubiano
Henrique Fontes
Hilder Andrade
Iano Flávio Maia
Ivan Cabral
Isabela A. R. Santos
Isadora Morena Cândido Lima
Itamar de Morais Nobre
Izaíra Thalita da Silva Lima
Jacque Cordeiro
Jacqueline Cordeiro
Jaime Azevedo
Jan Marinho
Jan Varela
Jana Beserra de Sá
Janaina Dias Barcelos
Janaine Sibelle Freires Aires
Jaqueline de Paula
João Paulo da Silva
João Victor Leal
José de Paiva Rebouças
José Zilmar
Joseylson Fagner dos Santos
Josilma Lopes
Josimey Costa da Silva
Jouse Azevedo
Juciano de Sousa Lacerda
Juliano Souza
Júnior Martins
Karina Bartels
Karina Maria de Moraes
Kenia Beatriz Ferreira Maia
Kennet Anderson da Cruz Medeiros
Laíssa Costa
Lara Paiva
Larissa Cavalcante
Leilton Lima
Leonardo Erys
Leonardo Gamberoni
Leonardo Rodrigues Dantas
Lívia Cavalcanti
Livia Cirne de Azevedo Pereira
Louise Aguiar
Lucas Oliveira de Medeiros
Luciana Miranda Costa
Luciana Oliveira
Luciano Ferreira Oseas
Ludmilla Lacerda Cabral
Luis Quaresma
Luiz Eduardo de Oliveira Caldas
Luiz Penha
Luiza Mendes
Luciano de Almeida
Maiara Cruz
Maralice Freitas
Mállyk Nagib
Márcia Elisa
Marcilia Luzia Gomes da Costa Mendes.
Márcio Caprilione
Marco Antonio dos Santos
Marcos Bezerra
Marcos Cavalcanti
Marcos Paulo Gomes Barbosa
Margareth Silva
Maria Auxiliadora Souza
Maria do Socorro Furtado Veloso
Mariana Jardim
Marinês Fornaciari
Marise Morais
Marize Castro
Mary Land Brito
Matheus Soares
Maurício Oliveira da Silva Jr.
Michelle Ferret Badiali
Michelli Pessoa
Mirella Lopes de Aquino
Mônica Costa de Oliveira Zacarias
Mônica Adriana Cândida
Moura Neto
Muriú Mesquita
Nathalia Campero
Newton Ramalho
Nicole Tinôco
Osair Vasconcelos
Passos Júnior
Patrícia Michelle Santos Costa
Patrício Júnior
Paula Miranda
Paulo Correia
Paulo Silva
Rafael Barbosa
Rafael Duarte
Raildon Lucena
Raimundo Antonio de Souza Lopes
Ranmaildo Revorêdo
Regina Barros
Renata Bezerra
Rita Paulino
Robson Coelho
Rodolfo Maia
Rosa Moura
Rosana Pimentel
Rosângela de Araújo Sousa
Rosemilton Silva
Rudson Pinheiro Soares
Ruy Rocha
Sara Vasconcelos
Saul Severino Oliveira
Sávio Hackradt
Sebastião Faustino Filho
Sérgio Farias
Sérgio Vilar
Sheyla Azevedo
Silvio Andrade
Sirleide Pereira
Tácito Costa
Tadzio França
Taiane Cristina de Medeiros
Tarcyla Costa
Tatiana Lima
Teotônio Roque
Thais Marques
Tuca Viegas
Valdemar Soares
Valéria Credídio
Valmir Mangabeira
Vânia Marinho
Vicente Estevam
Vilma Torres
Vlademir Alexandre
Vitor Pimentel
William Robson
Yuno Silva

sábado, 28 de setembro de 2019

O jornalista carrega a cruz da inexperiência


Depois de a mídia eletrônica esquerdista fazer a festa em cima das declarações do jornalista potiguar Gustavo Negreiros e em seguida todo o staff de comunicação da Universidade Federal do Rio Grande do Norte emitir nota de repúdio, agora corre em rede social coleta de assinatura com a mesma intenção.

O Departamento de Comunicação e as coordenações dos cursos de Jornalismo, Comunicação Social Audiovisual e Comunicação Social Publicidade e Propaganda, “manifestam-se perplexos e radicalmente contra as declarações ofensivas e a grave desobediência ao Código de Ética”, se bem que Negreiros tem diploma pela Universidade Potiguar.

A LISTA DOS JORNALISTAS*

Ademário Costa
Abner Moabe
Ana Paula Cadengue
Alex de Souza
Alexandre Honório da Silva
Alisson Carlos de Almeida
Aluizio Matias dos Santos
Ana Flavia Oliveira de Almeida
Ana Lucia Gomes
Ana Luiza Câmara
Ana Paula Costa
Ana Paula Cruz
Anna Paula Andrade
Anne Caroline M de Lima
Antonino Condoreli
Ariane Pereira
Armando Miranda
Bernadete Cavalcante
Bethinha Rose
Bethise Cabral
Bethel Figueroa
Bethânia Lima Silva
Bruna Mara Wanderley
Caroline Emile Magalhães Ribeiro
Célia Freire
Cláudio Palheta Júnior
Cione Cruz
Cleo Lima
Christian Vasconcelos
Concita Alves da Silva
Dai Dantas
Daniel Dantas Lemos
Daniel Rodrigo Meirinho de Souza
Dickson Tavares
Elieuza Dias
Edileusa Martins de Oliveira
Edmo Sinedino
Evânio Mafra
Everton Dantas
Elys Rocha
Fabiola Barreto Gonçalves
Fernando José
Geider Henrique Xavier
Gladys Vivane
Gustavo Guedes
Hilder Andrade
Iano Flávio Maia
Isabela A. R. Santos
Isadora Morena Cândido Lima
Itamar de Morais Nobre
Izaíra Thalita da Silva Lima
Jana Beserra de Sá
Janaina Dias Barcelos
Janaine Sibelle Freires Aires
Jan Marinho
Jan Varela
João Victor Leal
João Paulo da Silva
Joseylson Fagner dos Santos
José de Paiva Rebouças
Josilma Lopes
Josimey Costa da Silva
Juciano de Sousa Lacerda
Karina Maria de Moraes
Kenia Beatriz Ferreira Maia
Laíssa Costa
Lara Paiva
Leonardo Gamberoni
Leonardo Rodrigues Dantas
Livia Cirne de Azevedo Pereira
Lívia Cavalcanti
Luiz Penha
Karina Bartels
Kennet Anderson da Cruz Medeiros
Lucas Oliveira de Medeiros
Luciana Miranda Costa
Luciano Ferreira Oseas
Ludmilla Lacerda Cabral
Luiza mendes
Marcilia Luzia Gomes da Costa Mendes.
Marcos Bezerra
Marcos Paulo Gomes Barbosa
Maralice Freitas
Maria do Socorro Furtado Veloso
Marise Morais
Matheus Soares
Margareth Silva
Michelle Ferret Badiali
Mary Land Brito
Mirella Lopes de Aquino
Muriú Mesquita
Newton Ramalho
Nicole Tinôco
Patrícia Michelle Santos Costa
Patrício Júnior
Paula Miranda
Passos Júnior
Rafael Duarte
Raimundo Antonio de Souza Lopes
Rita Paulino
Ranmaildo Revorêdo
Regina Barros
Renata Bezerra
Rodolfo Maia
Rosana Pimentel
Rudson Pinheiro Soares
Ruy Rocha
Robson Coelho
Saul Severino Oliveira
Saulo Oliveira
Sirleide Pereira
Sheyla Azevedo
Tácito Costa
Tarcyla Costa
Tuca Viegas
Thais Marques
Tatiana Lima
Teotônio Roque
Valdemar Soares
Yuno Silva

*Relação de momento







quinta-feira, 26 de setembro de 2019

Sites “festejam” sobre bobeira do jornalista potiguar


Uma rápida busca no “Google” indica que a infeliz declaração do jornalista potiguar Gustavo Negreiros, referente a uma adolescente sueca – manobrada pela orquestração ambientalista mundial – repercute, supostamente não todos, em mídias de orientação esquerdista.

O norte-rio-grandense Negreiros foi alvo de notícia  em pelo menos cinco mídias eletrônicas canhotas, quatro delas nacionais, que ficaram conhecidas como parte do grupo de  “blogs sujos”, e um site de Natal sabidamente favorável ao leque defensivo do petismo e subordinados.

Na relação nacional: 247, Diário do Centro do Mundo, Fórum e Mídia Ninja. Local: Saiba Mais.

Os demais: Leiaja, BHAZ, Parlamento PB, Portal Imprensa, OP9, Portal Ne10, Potiguar Notícias e Thalita Moema.

Outros efeitos imediatos foram a retirada dos perfis dele das redes sociais, decisão particular, e a demissão sumária de uma rádio natalense, além da suspensão dos anunciantes da emissora.




terça-feira, 24 de setembro de 2019

O discurso do torcedor e dirigente americano

Blog reconhece o trabalho do doutor José Medeiros e repercute escrito do Mecão, Voz e Vez

- Querida torcida americana, em seu nome saúdo os demais.Hoje estamos em festa, enfim é chegada a hora de entregarmos a primeira etapa da nossa Arena América.

Foram anos de luta e dificuldades que, com amor e perseverança, juntos atravessamos para anunciar mais um encontro com nosso destino de glórias. Alegrem-se! Orgulhem-se, meus irmãos peles vermelhas!

Fizemos história ao mostrar para os incrédulos e para o mundo que uma torcida pode sim presentear seu clube com um belo estádio de futebol.

William Shakespeare escreveu que “a beleza sozinha bastaria para persuadir os olhos do homem sem necessidade de um orador”, mas impossível nesta hora calar no agradecimento sincero.

Rendo aqui minha eterna gratidão à minha família pelo conforto nos momentos de dificuldades e, sobretudo, pela compreensão por tantas horas ausentes do lar quando a serviço da Arena América.

Agradeço toda torcida do Mecão pela paciência, incentivo e efetiva participação. Agradeço, sobremodo, aos componentes da comissão de construção (já nominados por Dr. José Rocha) que comigo serraram fileiras com denodo e amor à causa.

Seus nomes serão assentados em placa nas nossas dependências e memória.

Agradeço a todos os presidentes do América (aqui destaco Eduardo Rocha) que em nós confiaram essa árdua e honrosa missão.

Agradeço a todos nossos fornecedores, em especial ao Dr. José Alencar da Costa, homem probo e figura admirável, presidente da CIC que a despeito de conselhos, acreditou na causa e confiou em nossa palavra.

Por fim registro com letras garrafais meus agradecimento ao nosso comandante em chefe, Dr. José Vasconcelos da Rocha, que ao longo dos seus 83 anos esbanjou jovialidade e firmeza na defesa do nosso sonho; agradeço aos companheiros de todas as horas, engenheiro Francisco Sobrinho, sempre paciente e solícito aos nossos pedidos e ponderações e finalmente não poderia esquecer a fiel Érica Maria Batista, imprescindível à frente da secretaria da nossa Arena desde o início da luta até hoje quando entregamos a primeira etapa.


Antes de encerrar, gostaria de dizer que para essa “criança” que hoje entregamos não haverá teste de paternidade, faltará kit em Natal para esse fim, o pai somos todos nós que sonhamos, sofremos e executamos juntos, pois tenho absoluta certeza que se, milhares de anos à frente, arqueólogos estudarem qualquer estrutura desta edificação encontrarão nosso sangue, suor, lágrima e, quem sabe até DNA de Dragão.

Por fim, peço a todos que preservem e concluam esse novo templo do futebol, pois como diria Luís de Camões nos Lusíadas “Aqueles que por obras valorosas fizeram história, se vão da lei da morte libertando”...Sejam bem vindos, essa casa é nossa! Obrigado.


domingo, 22 de setembro de 2019

O testemunho virtual na abertura do estádio americano


José Vanilson Julião

Acompanhei ao vivo o jogo inaugural numa rede social. No Youtube o placar demonstrativo acima, a esquerda do vídeo, “1998 – 2006”, alusões ao título da Copa do Nordeste e ao acesso para a Série A pelo quarto lugar na Série B.

No autentico tapete verde do Estádio José Vasconcelos da Rocha – ex-presidente e presidente do Conselho Deliberativo do clube – imperou o vermelho (1998) e branco (2006). As cores dos times amigos do José Ivanaldo de Souza x Carlos Moura Dourado.

Não importa se no inaugurado equipamento esportivo o torcedor americano não “entupiu” a arquibancada. Nem o placar da partida festiva.

O essencial foi a homenagem com o desfile de craques que não perderam o rebolado, a ginga e a técnica. Como vislumbrou o repórter no “testemunho ocular”.

Peguei o bonde andando, perto dos cinco minutos do primeiro tempo, quando o placar estava aberto em favor do Branco, gol de Oliveira, macauense, atacante, ídolo nos anos 90.

Goeber, que atuou em 2006, faz o segundo, e aos 20 o Valber desconta. Naldo, atacante do time doméstico do vice-campeonato da Série C (96), amplia.

Quando o árbitro Leonardo Bruno apita o final da primeira etapa o redator relembra a passagem dos craques ano a ano. Dos 80: Medeiros, Baíca, o zagueiro Saraiva, também campeão pelo Alecrim.

O leitor que me perdoe, cheguei “atrasado” no campo virtual. Não peguei a escalação completa dos rubros e dos alvos.

Porém captei nomes famosos, de antigos e atuais, pela cobertura do trio de repórteres da TV Mecão (Canindé, Paulo e Raissa):

Gito, Max, os goleiros Fabiano “paredão”, César e Sérvulo, Robson, Júlio Terceiro, Carlos Mota, Carioca, Leandro Sena, Rogerinho, Bernardes, Elmo Casquinha, Severinho, Montanha, Joelan, Helinho, Tiê e Zé Ivaldo.

Na etapa completar, no começo, Gito anota para o time de Moura e diminui a diferença. Não usou o canhão da perna, mas a cocuruta.

Todo mundo queria jogar. Foi um entra e sai. Volta e sai... Até os filhos de Souza (Yago) e Moura (Guilherme) correram atrás (ou à frente?) da bola nos 15 minutos finais!

Estádio americano é real após duas tentativas frustradas


José Vanilson Julião

A primeira ação para construção de um equipamento esportivo a altura da tradição, acomodar a torcida americana e servir de alçapão em favor da equipe, aconteceu 71 anos antes, quando fora inaugurado o campinho da Rua Campos Sales, no bairro do Tirol.

Para a ocasião é aproveitado um terreno dos fundos da Rua Maxaranguape, uma transversal no sentido leste – oeste, no trecho em que ficava a antiga sede social, substituída pelo moderno prédio da Rua Rodrigues Alves no período do licenciamento, entre fevereiro de 1960 e o primeiro semestre de 1966.

A festa da entrega do campinho contou com a disputa da Taça Orestes Silva, em homenagem a um dos históricos dirigentes, responsável maior pela aquisição do quarteirão, inclusive emprestando o dinheiro necessário para a compra.

O convidado para o jogo de abertura, acreditem, foi o maior rival, o alvinegro ABC, que tomou a maior goleada do alvirrubro na história entre jogo amistoso e oficial (ficha da partida abaixo do texto principal).

A pequena obra fora iniciada na gestão do presidente Humberto Nesi e concluída pelo sucessor José Rodrigues de Oliveira e diretor social Rui Barreto.

Presença do prefeito Sílvio Piza Pedrosa. Discursos: Gentil Ferreira de Souza e Vicente Farache Neto (dirigentes abecedistas).

Pousada do Atleta

A segunda tentativa se deu com a inauguração do Estádio General Everardo de Barros Vasconcelos, em homenagem ao player Campeão do Torneio do Centenário da Independência (1922). O campo, também sem arquibancada, foi entregue no segundo semestre de 1973.

No intervalo entre dois jogos do clube pelo campeonato brasileiro da segunda divisão: 3 x 0 Calouros do Ar/CE (18/11) e 2 x 1  Centro Esportivo Alagoano (25/11). Na ocasião, em jogo-treino, o adversário foi o Cosern (Força e Luiz).

O estadinho murado ficava localizado no quarteirão em Capim Macio (Zona Sul), começo da estrada de acesso a praia de Ponta Negra, logo após o viaduto erguido entre 74/75.

Hoje ocupado por uma faculdade particular, inicialmente, e por um grande supermercado, posteriormente, nos anos 90 e 2000.

O evento contou a benção do padre Agnelo (capelão do Brasil na Copa do Chile/62), sendo resultado da gestão do presidente Hugo Manso. Jogo iniciado as 9h35 com tempos de 35 minutos.

Seguiu-se churrasco de confraternização com a presença do ex-presidente Humberto Nesi. O terreno media 18.556 metros quadrados e custou Cr$ 22.315,00, pagos ao empresário Geraldo Gomes dos Santos. Escritura: 8/8/70.

O terreno da Avenida Engenheiro Roberto Freire – por sinal torcedor americano -, fora comprado pelo corretor imobiliário presidente Humberto Pignataro por 60 mil cruzeiros e pagos em 12 prestações.

Na seqüência no mesmo local surgiu o alojamento e concentração denominada Pousada do Atleta. O complexo é vendido ao Bompreço em 1999 e o dinheiro investido no Centro de Treinamento Abílio Medeiros, em Parnamirim.

É justamente na sobra do terreno que fica a Arena América, inaugurada parcialmente hoje, para cinco mil espectadores.

América 1 – 2 Cosern
Data: quarta-feira, 22/11/1973
Árbitro: Guaracy Augusto Picado/RN
Gols: Tião, Bagadão e Elson

América 6 – 2 ABC
Data: domingo, 11/7/1948
Árbitro: Júlio Soares/RN
Gols: Pernambuco (2), Alírio, Marinho, Chico, Tico e Gageiro (contra)
América: Gerim, Artemio, Barbosa, Renato Lacraia, Vavá, Alírio, Tico, Pernambuco, George, Pedro Humberto e Marinho. Treinador: Graciano Acosta Torres
ABC: Expedito (Zé da Silva), Gageiro, Toré, Gonzaga, Carrapicho, Tuta (Harry), Dequinha, Albano, Campina (Ponteiro), Pageú e Abacaxi

FONTES
A Ordem
Diário de Natal