sexta-feira, 28 de fevereiro de 2020

Análise sobre protesto programado para a capital federal


O poder popular nas ruas

Hildo Oliveira
Jornalista e publicitário

Militares-ministros do Poder Executivo podem estar preparando uma surpresa para a grande manifestação do povo contra o Legislativo e Judiciário nas ruas de todo o país, no próximo dia 15 de março.
Membros do Supremo Tribunal Federal e toda a bancada de oposição ao governo Bolsonaro no Congresso Nacional já se mostram temerosos e esbravejam a palavra “democracia” como um escudo de proteção aos seus atos cruéis contra a nação.
 Ninguém se espante se a mobilização dos brasileiros seguir o exemplo de 30 anos atrás, quando as caras pintadas decidiram o impeachment de Fernando Collor.
Dessa vez, com a diferença: o fechamento do STF e do Congresso Nacional e destituição dos seus ocupantes, até que se adote um controle do funcionamento normal das instituições em que a população acredite.
Não se descarta o uso da força militar para manter a ordem em apoio às mobilizações populares.
O Poder Executivo tem total garantia da Constituição Brasileira para evocar as manifestações nas ruas sem que se atribua qualquer crime de responsabilidade ao Presidente Bolsonaro.
Parece mesmo que será o “impeachment da vingança”.
Eis uma questão realmente muito séria.

Transcrito do Blog do FM

quarta-feira, 26 de fevereiro de 2020

América x Juventude na terceira fase da Copa do Brasil


América: 1 – 1 River
Competição: Copa do Brasil
Estádio: Alberto Silva
Cidade: Teresina/PI
Árbitro: Christiano Gayo Nascimento/DF
Gols: Dione 10 e Valdo 20/2
América: Ewerton, André Krobel, Edimar, Edson, Juninho (Tito), Michael, Tiago Orobó, Wallace Rato, Wallace Pernambucano (Romarinho), Lelê e Dione (Adílio). Treinador: José Roberto Fernandes Barros
River: Flávio Henrique, Carlos Henrique (Desailly), Cris, Wagner Silva, Biro Biro, Ronald (Bismarck), Gustavo Henrique, Emerson, Érico Júnior, Luccas Brasil (Valdo Bacabal) e Romário. Treinador: Marcelo Vilar
Tiros livres: 4 a 3.

terça-feira, 25 de fevereiro de 2020

Exclusivo: o depoimento do filho do artilheiro “Alemão”


Com o mesmo nome do herói alvirrubro (título de 69) fala pela primeira vez a um jornalista brasileiro


Alemão é o segundo (e) da linha atacante do Beira-mar de Portugal (1971/1972)

- Filho de Severino Ramos de Souza e Maria Rosa Ramos de Souza, mais novo de oito irmãos e outros tantos irmãos de criação.
O pai era fazendeiro, com muitas cabeças de gado bovino, muitos cavalos, entre outros animais.
Desde muito cedo começa a trabalhar para ajudar o pai, inclusive aos nove anos trabalha no Hospital que o pai tinha doado o terreno para a construção do mesmo.
O pai não gostava muito que ele jogasse futebol, mas a vontade e o sonho de jogar fizeram com que ele saísse de casa do pai aos 13 anos.
Aos 16 já tinha a carteira de jogador profissional da Confederação Brasileira dos Desportos.
Casou-se aos 19 anos com Maria Lúcia de Souza. Teve três filhos. O mais velho nasceu no Recife e veio para Portugal com dois meses, o segundo filho nasceu em Aveiro e o terceiro (uma menina) já nasceu em Paredes.
Os principais clubes no Brasil foram: Santa Cruz, Sport Recife, América/PE, Clube de Regatas Brasil (Maceió/Alagoas) e América de Natal/Rio Grande do Norte.
Fez tanto sucesso no Brasil que quiseram levá-lo para Portugal. Em Portugal, continuou a sua carreira de futebolista em 1971 com 26 anos pela Beira-Mar durante três épocas.
Em 1974 foi emprestado ao Sporting Clube da Covilhã por dois anos, o único clube que ainda hoje faz homenagem aos antigos jogadores.
Também atua no Espinho, Lourosa, Bragança, Marco (Canavezes) e Paredes. Nestes dois últimos foi jogador e treinador. Ainda treinou o Paço de Sousa, Vila Meã, Cristelo, Gandra e Baltar.
Nestes últimos anos da carreira de profissional de futebol já vinha conciliando com a sua profissão de massagista, a qual continuou a exercer de segunda a segunda até dezembro de 2018.
A característica principal que o definia como pessoa era a alegria de viver! Junto dele nunca ninguém estava triste, sempre a brincar e a contar piadas, cativava toda a gente.
Adorava cantar, era capaz de ficarem horas a cantar e a fazer o seu próprio batuque numa porta, numa mesa ou numa cadeira, desde que fizesse barulho.
Era uma pessoa humilde, muito respeitador e educado, com uma personalidade muito forte e muito inteligente, sem nunca se deixar enganar por ninguém. Sempre foi uma pessoa de dar tudo aos outros, de ajudar tanto a família, como desconhecidos.
Sempre dizia que o grande orgulho e a herança que iria deixar para os seus filhos e seus netos, era a sua história de vida no futebol, de grande jogador e goleador tanto no Brasil como em Portugal, e que por todos os lugares onde jogou e viveu não há ninguém que fale mal dele. Era o seu maior orgulho.
Com a sua profissão de massagista, tratou e curou muita gente de norte a sul de Portugal, até chegou e tirar pessoas do Hospital antes de operarem. No seu trabalho como massagista sempre foi um bom amigo, um bom ouvinte, dava bons conselhos, era como família para a grande maioria dos clientes. Se existem pessoas que nunca deviam ir embora, ele era uma delas, faz muita falta.


segunda-feira, 24 de fevereiro de 2020

Um ano da morte do herói da conquista americana em 69

Alemão com a camisola principal do Beira-Mar no começo dos anos 70

Nesta segunda-feira completou um ano da morte do jogador pernambucano Joaquim Ramos de Souza, o “Alemão” (25/12/45), autor do gol que adiou a festa abecedista e o conseqüente título americano em 1969, o segundo após licenciamento (60 – 66).

Na série uma vitória do alvinegro (0 x 3 – 9/11), um empate (0 x 0 - 23/11) e duas vitórias, a primeira em 16/11, gol único do personagem, e a decisiva (2 x 0 - 30/11), gols de Alemão e Bagadão (João de Deus Gondim Teodósio), do centenário clube da Rua Rodrigues Alves, no bairro do Tirol.

O ano passado (15/5) o blog publica com exclusividade reportagem sobre o cinqüentenário da conquista alvirrubra, com destaque sobre a carreira do artilheiro radicado em Portugal.

Numa segunda postagem (9/6) o relato sobre o começo da carreira, prosseguida no futebol alagoano, precisamente no Clube de Regatas Brasil, do qual saiu para brilhar no América.

LUCARINO ROBERTO: desfile na grama e no asfalto


José Vanilson Julião

Mestre de bateria e letrista, o sambista Lucarino Roberto, desfilou no Senador João Câmara e JL
Quando os jurados começarem a escolher as melhores escolas de samba da capital potiguar, no desfile deste ano, todos, provavelmente, desconhecem a outra faceta do mestre de bateria, puxador e letrista Lucarino Roberto de Souza, fundador da tradicional Balanço do Morro (surgida em 66 como dissidência da “Malandros”), e morto aos 59 anos (1935 – 1994).

Quem primeiro revela a condição de jogador de futebol de Lucarino Roberto foi o também ex-atleta e médico Berilo de Castro, campeão pelo Alecrim (64), primeiro bi esmeraldino, e pelo América (67), no primeiro título alvirrubro pós licenciamento.

Primeiro em livro de crônica sobre causos no esporte. Depois no blog Ponto de Vista, do ex-deputado estadual e jornalista Nelson Hermógenes Freire. O artigo “Mãe de Leite” desnuda o personagem no que tem de Macunaíma, o personagem da literatura paulistana.

Nos anos 50/60 o bairro das Rocas se caracterizou como celeiro de craques e tinha como palco o Estádio João Câmara. No campeonato da liga amadora ou segunda divisão se destacavam o Palmeiras e o Racing.

Diz Berilo: - Embora não tenha sido um craque, fez história e imortalizou-se. Um biótipo de pele morena, estatura mediana, aceitável porte atlético, bigode bem tratado, sorriso perene. De hábito cortês, de conversa mansa e de fácil convencimento. Defendeu o rubro-negro Clube Atlético Potiguar (CAP), capitaneado pelo inesquecível João Machado (presidente da Federação).

Contam os companheiros que o atleta-sambista chegava atrasado aos jogos, sempre com desculpas que envolviam problemas de doença familiar. Na época, ocupava a presidência do CAP Brígido Ferreira Pinto, proprietário de frigorífico situado na margem do rio Potengi. Figura simpática, educado e atencioso.

A história sempre se repetia, chegando a “matar” o pai por três vezes. Mesmo assim, sempre era atendido, levando um dinheirinho para fazer frente às despesas do fingido funeral. Uma trégua foi dada pelo mestre. Até que surgiu uma nova investida, alegando a morte da mãe.

— Você já matou três vezes o pai; você pode até não saber quem foi seu verdadeiro pai; mas, mãe, a gente só tem uma!

— Eu tenho três mães: a verdadeira, a de criação, falecidas, agora perdi a de leite! O presidente sorriu passou a doação em dinheiro para cobrir a despesa do suposto funeral.
O blogueiro somente veio saber da crônica pela internet. Depois de ter encontrado a prova inédita, na imprensa, sobre a atividade futebolística do posterior sambista, como atesta a ficha técnica.
América 2 – 2 Atlético
Data: domingo, 13/4/1958
Competição: Torneio Acern
Estádio: Juvenal Lamartine
Cidade: Natal/RN
Árbitro: Gevanir de Freitas/RN
Gols: Paulo 15, Gilvandro 22, Osi 40 e Juarez 29/2
América: Marçal, Maurício, Hélio, Papagaio, Edvaldo, Expedito, Herwin, Mauro, Chico, Gilvandro, Juarez, Saquinho, Piaba (Peve), Wallace e Cezimar. Treinador: Álvaro Barbosa
Atlético: Dinarte, Binha, Reinaldo, Jomar, Santos, Lucarino, Paca, Osir, Macaíba, Dedé e Paulo
Principal: ABC 5 x 2 Riachuelo.

sábado, 22 de fevereiro de 2020

América empata com o Sport pela Copa do Nordeste


América 1 – 1 Sport
Data: sábado, 22/2
Competição: Copa do Nordeste
Estádio: Arena das Dunas
Cidade: Natal/RN
Árbitro: Denis Ribeiro da Silva Serafim/AL
Gol: Tiago Orobó 2/2 e Hernane Brocador 46
América: Ewerton, Adriano Krobel, Edimar, Edson, Juninho, Renan Luís, Tiago Orobó (Wilson), Felipe Cordeiro (Leandro Melo), Wallace Pernambucano, Dione e Cesinha (Romarinho). Treinador: José Roberto Fernandes Barros
Sport: Luan Polli, Raul Prata, Rafael Thyere, Adryelson, Sander, William Farias, Rithely (João Igor), Lucas Mugni (Pablo Pardal), Ewandro (Yan), Leandro Barcia e Hernane Brocador. Treinador: Daniel ‘Paulista’ Pollo Barion

quinta-feira, 20 de fevereiro de 2020

Servidor que ganha bem “valida” reforma da previdência


Depois da mensagem da governadora Maria de Fátima Bezerra (PT) e conseqüente aprovação da reforma previdenciária pela Comissão de Justiça, o presidente da Assembléia Legislativa do Rio Grande do Norte, deputado estadual Ezequiel Ferreira de (PSDB), recebeu, na quarta-feira, representantes de nove sindicatos e associações, quando demonstraram apoio ao projeto.
O presidente do Sindicato dos Auditores Fiscais, Carlos Roberto de Fontes Pereira, agradeceu pela receptividade em tão pouco tempo. O promotor Fernando Vasconcelos, presidente da Associação do Ministério Público, afirmou que todos no grupo têm a “consciência de que a reforma é ruim, mas necessária para estancar o déficit mensal”.
Presentes: Associação dos Delegados de Polícia Civil (Paoulla Benevides e Gustavo Santana), Sindicato dos Policiais Civis (Nilton Arruda e Jandir Cortez), Associação dos Consultores Jurídicos do Tribunal de Contas (Gláucio Torquato), Sindicato dos Auditores Fiscais (Roberto Fontes e Fernando Freitas), Associação dos Auditores de Controle Externo do TCE (Murillo Machado), Associação do Ministério Público (Fernando Vasconcelos e João Vicente Leite), Associação dos Procuradores (Nivaldo Brum e Renan Maia), Associação de Magistrados (Pedro Paulo e Artur Cortez) e Vinícius de Godeiro Marques, diretor presidente da Associação de Servidores Efetivos da AL. Ainda a diretora Legislativa Tatiana Mendes Cunha, o diretor geral da presidência da Assembléia, Fernando Rezende, e da chefe de Gabinete da Presidência, Larissa Rosado.
A Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJ) aprovou, por unanimidade,  em sua primeira reunião plenária realizada na manhã desta terça-feira (18), presidida pelo deputado Kleber Rodrigues (PL) o Projeto de Emenda Constitucional (PEC), 02/2020, de iniciativa do Governo do Estado, que altera a Previdência Social e Estabelece Regras de Transição e Disposições Transitórias.
O relator, deputado Francisco do PT, antes da leitura solicitou da Comissão que fosse dado um prazo para se debruçar sobre a matéria com a Assessoria Técnica, já que o Projeto é um assunto que está sendo muito discutido pela sociedade do Estado.
De acordo com parágrafo 2º do artigo 269 do Regimento Interno o processo será encaminhado à Presidência da Casa para a designação de Comissão Especial, para que nos termos e prazos a serem definidos seja discutida para emissão de Parecer. Depois disso a PEC segue para o plenário para votação final, em dois turnos de votação.


quarta-feira, 19 de fevereiro de 2020

ABC levanta a taça do turno no campeonato estadual


América 2 – 2 ABC
Data: quarta-feira, 19/2
Competição: Estadual
Estádio: Maria Lamas Farache
Cidade: Natal/RN
Árbitro: Wagner Reway/PB
Gol: Tiago Orobó 29, Jailson 44, Lelê 5s e Paulo Sérgio 41/2
América: Ewerton, André Krobel, Adriano Alves, Edimar, Felipe Cordeiro, Michael, Tiago Orobó, Wallace II, Wallace (Tito), Lelê (Leandro Melo) e Adílio. Treinador: José Roberto Fernandes Barros
ABC: Rafael, Pedro Costa, Vinicius Leandro, Joécio, Felipe Manoel (Núbio Flávio), Marlon (Bruno), Cedric, Jailson, Paulo Sérgio, João Paulo (Igor Goularte) e Berguinho. Treinador: Francisco de Assis Ciriaco dos Santos (Diá)

quarta-feira, 12 de fevereiro de 2020

América goleia na estreia no returno do Estadual


América 4 – 1 Força e Luz
Data: quarta-feira, 12/2
Competição: Estadual
Estádio: Arena das Dunas
Cidade: Natal/RN
Árbitro: Alciney Santos de Araújo/RN
Público: 1.074 (1.098)
Renda: R$ 22.035,00
Gols: Dione 23, Geninho 34, Felipe Pará 20/2, Ferreira 23 (f) e Romulo 40 (contra)
América: Ewerton, Arez, Nilo, Leandro Melo, Renan Luís, Daniel Costa (André Krobel), Adílio, Dione (Michael), Romarinho (Juninho), Geninho e Felipe Pará. Treinador: José Roberto Fernandes Barros
Força e Luz: Ferreira, Romulo, Edson (Correia), Manoel, Sorato, Julinho, Neto (Gleydson), Val, Felipe Moreira, Histone (Danilo) e Diego Viana. Treinador:

Um minuto de silencio em memória do guarda municipal Carlos Antonio Pereira de Melo, morto em assalto na manhã do mesmo dia. Ewerton defende penalty cobrado por Felipe Moreira 49/2

segunda-feira, 10 de fevereiro de 2020

Jornalista seridoense na segunda entrevista para a televisão


José Vanilson Julião
O veterano e experiente José Valdir Julião – com mais de 35 anos de carreira em impressos locais – é o entrevistado do programa “Entrevista.com”, apresentado pelo jornalista Thiago Macedo.
A fala do conceituado repórter político, natural de Cerro-Corá, é dividida em dois blocos de quinze minutos, vai ao ar na noite desta quinta-feira.
O telespectador tem encontro marcado às 22h15 na TV Futura. Thyago Macedo, semanalmente, conversa com personalidades sobre política, histórias de vida e cultura.
TV Futuro - canal 14.1, afiliada da TV Cultura no Rio Grande do Norte, traz para o mercado um novo conceito em televisão, entretenimento, notícias e muito mais informações. 
Com seleta programação, associado a um excelente suporte tecnológico, chega ao RN com área de cobertura que abrange mais de 30 municípios.
Representa dois milhões de telespectadores e potenciais consumidores de produtos e serviços. 
Sendo assim a mensagem veiculada é assistida pela metade da população potiguar.


domingo, 9 de fevereiro de 2020

América vence a primeira na Copa do Nordeste


América 3 – 2 River
Estádio: Alberto Silva
Cidade: Teresina/PI
Árbitro: Mayron Frederico dos Reis Novais/MA
Gols: Érico Júnior 16 (p), Tiago Orobó 22 Adriano Alves 33, Rômulo ½ e Romário 6
América: Ewerton, André Krobel, Adriano Alves, Nilo, Leandro Melo, Michael, Tiago Orobó, César Sampaio (Wallace), Dione, Flipe Pará (Arez) e Rômulo (Adílio). Treinador: Roberto Fernandes
River: Mondragon, Carlos Henrique, Cris, Felipe Barros, Mateus Muller (Biro Biro), Emerson, Gustavo Henrique, Jean Natal (Romário Rodrigues), Érico Júnior, Luccas Brasil (Cris Maranhense) e Valdo Bacabal. Treinador: Marcelo Vilar

quarta-feira, 5 de fevereiro de 2020

América está na segunda fase da Copa do Brasil


América 0 – 0 São Luiz
Data: quarta-feira, 5/2
Competição: Copa do Brasil
Estádio: 19 de Outubro
Cidade: Ijuí/RS
Árbitro: Paulo Henrique de Melo Salmazo/MS
América: Ewerton, André Krobel, Adriano Alves, Nilo, Renan Luís (Adílio), César Sampaio, Leandro Melo, Michael, Arez (Dione), Tiago Orobó e Wallace (Rômulo). Treinador: José Roberto Fernandes
São Luiz: Lúcio, Lucas Carvalho (Itaqui), Ramon Baiano, Sílvio, Maycon, Samuel Balino, Elias, Tássio, Michel, Jean Carlo e Rafael Carrilho (Polaco). Treinador: Antonio Picoli

terça-feira, 4 de fevereiro de 2020

OAB e UFRN se calam para não defender bacharel inexpressivo


Quando da fala infeliz do jornalista Gustavo Negreiros, sobre a pirralha sueca, as duas instituições, prontamente, emitiram notas de repúdio.
Agora, após repercussão nesta terça-feira, sobre supostas mensagens do advogado e professor Mario Trajano Júnior,  em rede social, sobre comentário que falava em “revolução popular e o fuzilamento de apoiadores do golpe e eleição fraudulenta”, nem uma linha.
Da mesma forma se cala o blog esquerdista local, “Saiba Mais”, que sambou, pintou e bordou no caso do apresentador de televisão e também bacharel em Direito Negreiros.
Trajano diz que foi hackeado no fim de semana, e que passou a ter dificuldades de acesso, só conseguindo controle adiante. Informou também que comunicará ao Facebook a invasão do perfil.
Quem primeiro repercutiu a postagem foi o Blog Gustavo Negreiros. Que pautou os coleguinhas do BG e do FM. Outros da capital nem água. Como também não apareceu lista de jornalistas.
O comentário do professor teria sido feito em uma postagem no perfil de Wellington Duarte no domingo.
Enquanto o caso do fanático esquerdista repercute no site “República de Curitiba”.


domingo, 2 de fevereiro de 2020

América perde a segunda para o ABC


América 1 – 2 ABC
Data: domingo, 2/2
Competição: Copa do Nordeste
Estádio: Arena das Dunas
Cidade: Natal/RN
Árbitro: Adriano Barros Carneiro/CE
Público: 11.418 (11.555)
Renda: R$ 248.305,00
Gols: Wallyson 1, Tiago Orobó 14/2 e Igor Goularte 18
América: Ewerton, André Krobel, Adriano Alves, Nilo, Renan Luís, Leandro Melo, César Sampaio, Daniel Costa (Adílio), Leilson (Wallace), Tiago Orobó e Dione (Felipe Pará). Treinador: Wagner Santos de Souza Dias (Waguinho)
ABC: Rafael, Pedro Costa, Joécio, Richardson (Vinicius Leandro), Felipe Manoel (Vinicius Paulista), Marlon, Cedric, Jailson, Berguinho, João Paulo (Igor Goularte) e Wallyson. Treinador: Francisco de Assis Círiaco (Diá)