quarta-feira, 30 de setembro de 2020

Empresário mantém tradição da família Pereira na política de Cerro Corá

O empresário João Marcelo Pereira, 38, um dos 12 candidatos a uma das nove cadeiras no Poder Legislativo municipal, pelo Partido Progressista (PP), mantém a tradição familiar em Cerro Corá, na Região Seridó.

A família Pereira, oriunda de Currais Novos, e radicados no município desde as primeiras décadas do século XX, quando ainda era distrito, fez quatro prefeitos desde a emancipação política em 1953.

Do clã foi eleito o primeiro prefeito pela via direta: o minerador Sérvulo Pereira de Araújo. Depois Benvenuto (morto no cargo), Francisco Pereira e Clidenor Pereira Filho, o Codô.

Para a Câmara de Vereadores, do mesmo núcleo, foram eleitos Tomáz Pereira Neto – descendente do patriarca que lhe deu o nome, e Rubens Pereira Filho, filho do coronel Rubens, secretário de Segurança no governo do primo, José Cortez de Araújo Pereira.

Além de João Marcelo, na mesma nominata, a professora Rejane Pereira de Araújo, 46, disputa o cargo eletivo pela primeira vez.

Os títulos "esquecidos" do Alecrim Futebol Clube

O torcedor alecrinense reclama que a reportagem esportiva não coloca na lista dos campeões estadual um bi-campeonato (24/25) do clube esmeraldino.

Mas pesquisadores apontam que não aconteceram campeonatos entre 1922 e 1925, inclusive desmitificando títulos também reivindicados a exaustão por americanos e alvinegros.

De concreto as competições específicas, como o Torneio Imprensa e o Torneio Independência, ganhos pelo alvirrubro. Além do Torneio Professor Luís Soares Correia de Araújo, incentivador do escotismo.

Porém a maioria deles não menciona o tri-campeonato de aspirantes (27/29), ou segundo quadro ou reservas, para a galeria de títulos do Alecrim, justamente no período, a partir de 1926, da reorganização da liga.

A façanha do então tricolor (verde, vermelho e branco) é mencionada na edição de 1930 do Almanaque Laemmert, que circulou nacionalmente até os anos 40.

América e ABC na Rede Brasil

Terça-feira, 13/10 (20h30) – América x Guarani

Segunda-feira, 7/11 (16h) – Central x ABC

Quinta-feira, 26/11 (20h30) – Campinense x América

Sábado, 28/11 (16h) – ABC x Itabaiana

Revelação no colunismo esportivo

O advogado e jornalista Kolberg Luna Freire Lima (foto) – autor do livro “45, um tempo de futebol e de um poema -, no qual relata a memória do estádio Castelão/Machadão, revela-se um excelente cronista no Blog do Kolluna, veiculado no portal “Grande Ponto”.

O título do espaço no site é um trocadilho com o nome do comentarista com coluna. Ele revisita casos e fatos esportivos, principalmente no futebol estadual, nacional e internacional.

sábado, 26 de setembro de 2020

Jornalistas querem tirar do ar o "Notícias no Face"

 As jornalistas Margot Ferreira e Emmily Virgilio entraram com ação comum cível na Justiça para retirar do ar a página "Notícias no Face", de acrônimo NNF, veiculada na rede social Facebook. O réu em questão é o candidato a vereador Marco Antonio da Rocha Trigueiro.

O processo corre em segredo de justiça, mas o procedimento instaurado vazou desde a sexta-feira da semana passada. Pelo que o  blog apurou as repórteres não se reportam as críticas em si, sobre a opinião delas na mídia tradicional pelas quais trabalham (rádio e televisão) a cerca da quarentena. 

Mas sobre os "termos insultuosos" dos comentários dos internautas na página do NNF. Trigueiro até desabafa no Twitter: - Liberdade de expressão não é só poder falar, é liberdade para poder pensar, e poder falar do jeito que se quiser falar." 

Continua: - A verdade que a grande mídia nãoengole ver as mídias independentes tomando o lugar das mídias tradicionais. Elas não querem que eu  minha opiniãoelas não querem apenas me calar, elas querem ser a dona da verdade. (Nota do Redator: "Elas" são as mídias)

domingo, 6 de setembro de 2020

A semelhança do camioneiro e do internauta

Em um passado não muito distante, ainda no começo do século XXI, os caminhoneiros eram controladores das frases e ditos populares criativos. Havia até estudo universitário sobre as jocosas tiradas folclóricas.

Com a internet “o profissional do volante” não tem mais o monopólio dos “causos” com motivações diversas: política, futebol, amor e religião. Hoje basta ler os comentários em blogs, sites e portais da rede mundial de computadores.

Em vídeo do programa “Os Pingos nos Is”, da Rádio Jovem Pan, sobre os pré-candidatos a prefeito paulistano o internauta sapeca: - O PT ainda não reconhece que acabou o cimento para os postes...

quarta-feira, 2 de setembro de 2020

Mauricio Junior e Chanxe anunciam apoio a pre-candidatura de Poti Neto

 O advogado Poti Neto, pre-candidato do PSB a Prefeitura de São Gonçalo, consolidou seu nome como como o preferido pelos grupos de oposição para enfrentar a candidatura a reeleição do prefeito Paulo Emidio, ao receber o apoio de outros dois pre-candidatos, que recuaram de suas aspirações: Mauricio Junior, do PTB, e Chanxe Dantas, do Solidariedade.

Os dois afirmaram que a decisão sedimentou-se na constatação de que suas bases veem em Poti Neto um nome capaz de aglutinar as diversas forças que desejam a libertação do município e a valorização dos anseios das famílias sao-goncalenses.

- O momento exige desprendimento e espírito público, concordaram os presidentes do PTB e do Solidariedade.

Segundo acrescentaram, o entendimento prevê, ainda, a candidatura do vereador Chanxe Dantas a vice-prefeito, na chapa encabeçada por Poti Neto.

Ao aceitar a disputa Chanxe fez questão de afirmar: - O empresário Maurício Junior mostrou habildade política, desprendimento e muito amor a sua terra. Sabemos, todos nós, da grande importância da União da oposição.

Para o empresário e presidente do PTB, Maurício Junior, a candidatura do advogado Poti Neto, na atualidade, tem se constituído no melhor projeto da Oposição.

Frisa: - Poti vem conquistando importantes apoios. O mais importante de tudo é a consciência do povo de São Gonçalo, de que é preciso mudar.

"Esse desejo tem desenvolvido una grande empatia entre Poti e o povo do municipio" 

COMUNICADO

Os presidentes municipais do PTB e do Solidariedade vinham dialogando com Poti Neto há alguns meses, todos com o compromisso que, no momento oportuno, decidiram qual deles receberia o apoio dos demais para que o grupo da oposição, entendendo que a divisão só beneficiaria o grupo situacionista.

Ontem, Chanxe foi ao escritório de Maurício Junior, quando os dois definiram o entendimento em favor da chapa Poti Neto/Chanxe.

Em seguida, a decisão foi comunicada à outros dois dirigentes partidários, vereador Thiago Soares (PSC) e Adriano Queiroz (PSB).

RECONHECIMENTO

Por sua vez, Poti Neto - que se encontra em Brasília desde ontem, por convocação do presidente estadual Rafael Mota, agradeceu a Maurício e a Chanxe pela atitude que assumiram, abrindo mão das próprias pre-candidaturas, num gesto de coragem que a população de São Gonçalo haverá de reconhecer.

- Todos sabemos que enfrentamos um grupo de políticos profissionais, que fazem do nosso município uma espécie de "caixa" dos seus projetos partidários.

Esperemos que outros companheiros que se dizem da oposição resistam as pressões financeiras que estao sendo feitas e sigam esse exemplo de amor e compromisso com o nosso povo.