sábado, 11 de abril de 2015

Repercussão da demissão do jornalista Everaldo Lopes

Na manhã deste sábado (11), com o título “Jornalista esportivo Everaldo Lopes sem o seu ‘Apito Final’”, a repórter Thaisa Galvão repercute em nota de cinco linhas, em seu blog, comentário exclusivo do blog JORNAL DA GRANDE NATAL, postado na noite anterior, sobre a demissão do referido colunista do diário vespertino “Tribuna do Norte”.
A jornalista Maria Auxiliadora Souza, que trabalhou no centenário jornal “A República”, envia comentário, transcrito na íntegra: - Maravilhosa homenagem do amigo ao comentarista Everaldo Lopes, após o encerramento de suas atividades na coluna esportiva “Apito Final”.
A gente sente como se estivessem arrancado as raízes do baobá, planta milenar encravada na Rua São José, em Lagoa Seca. Quem conhece Everaldo Lopes sabe que sua vida inteira foi dedicada aos comentários esportivos, que, certamente, perderiam a graça se não contassem com o seu arremate final.
A coluna “Apito Final” deveria fazer parte do jornal Tribuna do Norte como um tributo a esse grande jornalista...
Eliabe Davi Alves, editor e chargista revelação do mensal “Jornal da Serra” (circula nos municípios da Serra de Santana, na Região do Seridó), também comenta o furo de reportagem do blog JORNAL DA GRANDE NATAL, lembrando que Everaldo Lopes foi um dos primeiros jornalistas da capital a divulgar suas charges.
Alves, antenado com o jornalismo potiguar, lembra o que o redator preferiu não inserir, naquele momento do comentário inédito, que Everaldo Lopes é filho do também jornalista Pedro Lopes Júnior, e pai da jornalista Cinthia Lopes Cardoso, editora do caderno de cultura (‘Viver’) da TN. De Alves: Do velho amigo “professor Everaldo,” como era conhecido na imprensa, guardo lembranças de boas conversas sobre futebol e charges, suas grandes paixões, sua gentileza e atenção nos cafezinhos da redação, quando o visitava em sua mesa de trabalho. Ao passo que, também guardo desenhos originais do Edmar (Viana), seus livros autografados: “Da bola de pito ao Apito Final”, “Cartão amarelo 30 anos”, este último, em parceria com o chargista Edmar Viana.

Nenhum comentário:

Postar um comentário